Make your own free website on Tripod.com








GR69 - Grande Rota das Aldeias Miticas

1ªEtapa














Home | O Projecto | O Objectivo | Equipa | Track GPS | A Preparação | 1ªEtapa | 2ªEtapa | 3ªEtapa | 4ªEtapa | 5ªEtapa | 6ªEtapa | 7ªEtapa | Estatisticas | Galeria | Contactos





1ªEtapa

25 Abril

Almada – Olhos de Agua

Tipo de Etapa: Plana

Kms: 139 Kms

Media: 16,7

Tempo Movimento: 8:16:07

Tempo Total: 12:16:07

 

Foi nessa cidade mítica de Almada que começou o GR69 – Grande Rota das Aldeias Míticas.

Eram 6.55 quando peguei na bike e comecei os primeiros metros desta grande aventura.

O tempo estava nublado, mas não fazia frio. Fui só de jersey e de calções.

De referir que usei sempre o mesmo equipamento. Tinha que o lavar todos os dias e tentar seca-lo para o dia seguinte, o que não foi tornou nada fácil.

Rapidamente cheguei aos barcos de Cacilhas. Apanhei o barco às 7H15 minutos. Já existia muita gente lá dentro e quando entrei vi muitos olhos a penetrarem no dorsal que trazia na bike.

Sai do barco e comecei a pedalar até ao primeiro local mítico da Grande Rota. Vivi sempre nos Olivais e nesse sítio maravilhoso estavam à minha espera, o Luís, Vasco e o Rui., que iriam pedalar e o Albertino que iria dar apoio logístico.

Eles iriam acompanhar-me nesta primeira etapa até Olhos de Agua. O meu muito obrigadinho.

Partimos às 8H35 com muita vontade. A quadrilha já conhecia bem esta etapa visto que já a tinham feita em Junho de 2005.

Os Caminhos de Fátima são os trilhos que nos levam até Olhos de Agua. Estavam com muito bom aspecto.

Antes de chagarmos a Vila franca, o Rui furou duas vezes num espaço de 50 metros. Pensamos que não era bom sinal, mas a verdade é que nunca mais furamos.

A nossa primeira ZA foi em Vila Franca, onde Albertino estava à nossa espera. Uma barra, mais um pouco de conversa e lá fomos até à Azambuja sem qualquer problema.

A partir da Azambuja é que começa realmente o BTT, porque até lá é basicamente estrada.

Chegamos a Valada às 13H35, nas calmas e com muita alegria. Avistamos coelhos e uma raposa. Brasileiras é que nada.

O Almoço em Valada foi já no Restaurante mítico onde todo o Povo almoça, quando faz os caminhos de Fátima. Pernil regado com o belo tinto e os trilhos começam a parecer outros. Eu pessoalmente já via tudo um pouco nublado. Afinal foram dois copos de tinto. Já não bebia há um mês.

Partimos às 15H15 de Valada.

Baixamos muito a média até Santarém. Procuramos curtir ao máximo os trilhos.

Fizemos a famosa subida em alcatrão até Santarém sem qualquer problema e encontramos o Albertino na 3ªZA dentro da Cidade.

A partir de Santarém o Vasco começou a ter problemas no joelho esquerdo o que o levou a andar mais devagar. Esperto. O Vasco vai fazer a Travessia de Portugal, por isso procurou não arriscar.

O tempo melhorou e ficou bastante sol. O sorriso era uma constante.

A não menos célebre subida dos moinhos acabou por ser feita sem problemas. Esta subida estava-me atravessada. Á dois anos obrigou-me a levar a bike à mão, mas desta vez tratei-lhe da saúde.

Sem duvida que é a parte mais bonita desta etapa.

Num misto de trilhos rolantes, com algum sobe e desce muito acessível, a etapa ia sendo conquistada. Apesar de cada vez termos menos força, acabamos por chegar aos Olhos de Agua às 19H10.

Eu pessoalmente cheguei muito bem, sem qualquer desgaste físico. Sempre me protegi durante a etapa sabendo que iriam faltar muitos kms para o final do GR69.

O Luís voltou aos velhos tempos. Em grande forma e sem problema algum.

O Rui foi a grande surpresa agradável. Sem andar regularmente, consegue estas proezas incríveis. Já o tenho visto a sofrer muito mais.

O Vasco a partir de Santarém baixou bastante o ritmo devido ao joelho e chegou já algo cansado. Sabemos já que a lesão não é grande e que estará ok para a Travessia.

O “Hotel” era só para os que ficavam, ou seja para mim e para o Albertino. Só faltou mesmo um grande party com Brasileiras.

O excelente jantar foi no mítico Restaurante lá da zona.

Depois do jantar, estava na hora dos rapazes que me acompanharam regressar a casa.

Lavei a roupa, preparei o material para o dia seguinte e choco às 22H00.

 

Notas:

Pequeno: Almoço: Cereais

Almoço: Pernil

Jantar: Febras com Cogumelos:

Barras consumidas durante o dia: 5

Agua consumida durante o dia: 4,5 litros